Fox PB
Início » Sobrevivente conta como conseguiu escapar do incêndio que aconteceu no Ninho do Urubu
Esportes

Sobrevivente conta como conseguiu escapar do incêndio que aconteceu no Ninho do Urubu

– Eu estava dormindo no quarto. Quando acordei, já estava com falta de ar. Estava tudo escuro, dava para enxergar nada. Tentei abrir a porta, mas ela já tinha travado. Aí fui tentar sair pela janela. Vi que passava e me joguei pela janela – disse, em entrevista à RPC e ao GloboEsporte.com nesta segunda.

A janela não tinha vidro, era uma porta de correr que só abria para um lado. O que complicava a fuga era a grade.

– Passei primeiro minha cabeça, depois fui passando meu corpo. Quando vi que passou tudo, me joguei para fora. Depois amarrei minha camiseta na cara e tentei puxar a grade. Chamei o segurança, e ele arrancou a grade. Ajudei a puxar os três que estão no hospital hoje – contou, referindo-se a Jhonata Ventura, Cauan Emanuel e Francisco Dyogo, que ficaram feridos e estavam no quarto ao lado.

O atacante Pablo Ruan estava no quarto com Christian Esmério, Jorge Eduardo e Samuel Thomas. Os três amigos morreram no incêndio.

– Percebi (que eles estavam no quarto), porque dava para ouvir eles falando. Estavam gritando, apavorados. Menos o Christian, ele estava dormindo com fones de ouvido. Acordei com falta de ar, sem saber o que estava acontecendo. O Jorge (Eduardo) falou para eu botar a cabeça para fora para pegar um ar, aí vi que passava meu corpo e tentei.

Pablo elogiou o tratamento dado pelo Flamengo e disse que não lembra de ter dado qualquer problema no ar condicionado antes da tragédia. Segundo ele, passou a haver piques de energia após o temporal que caiu no Rio de Janeiro na semana passada.

– Desde quando cheguei o Flamengo cuidou muito bem de mim. Nunca me faltou nada no clube. Foi um fato que aconteceu de temporal, caiu árvore, por isso a energia ficava indo e voltando. Quando voltou de uma vez, queimou o ar condicionado.

Além de Pablo Ruan, outros 15 meninos sobreviveram ao incêndio. O garoto de 16 anos teve apenas ferimentos leves no peito e nas costas. Ele tem noção da tragédia que vivenciou.

O jovem rubro-negro ainda garantiu que seguirá trabalhando pelo sonho. O seu sonho. E também o dos amigos que se foram.

– Vou continuar, não vou desistir do meu sonho. Isso poderia acontecer na casa de qualquer um. Eles poderiam ter ido para casa e acontecer lá. Foi uma tragédia que aconteceu. Não vou me abalar. Vou continuar sonhando por eles também.

FoxPB com Globo esporte

Notícias relacionadas

Bolsonaro manda FAB interceptar voo do Flamengo para dar parabéns ao time

foxpb

É hoje? Gol de Arthur Cabral pode render R$ 12,5 milhões ao Palmeiras

foxpb

A pedido de parceiros de TV dos EUA, Dana White cancela realização do UFC 249

foxpb

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.