Fox PB
Início » Na Paraíba, 21 crianças e adolescentes com até 14 anos de idade morreram após desenvolver caso grave de Covid-19
Destaques Paraíba

Na Paraíba, 21 crianças e adolescentes com até 14 anos de idade morreram após desenvolver caso grave de Covid-19

A pandemia da Covid-19 já atingiu 5575 crianças de até 9 anos na Paraíba, matando 21 crianças e adolescentes com até 14 anos de idade. Os dados registrados no Boletim da Secretaria de Saúde desta terça-feira (15) que foram analisado pelo ClickPB também revelam que, das 10 crianças com a Síndrome Pediátrica, duas bebês morreram em consequência do vírus em João Pessoa e Cruz do Espírito Santo.

Dentre os casos de Síndrome Pediátrica, 50% foram registrados em crianças e adolescentes do sexo masculino, com 50% dos registros na faixa etária de 0 a 4 anos e 40% na faixa etária de 5 a 9 anos.

Na distribuição dos casos graves hospitalizados de Covid-19, confira no gráfico a seguir a taxa de óbitos por faixa etária na Paraíba.

Desde de julho que o Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS/MS), implantou o monitoramento nacional da ocorrência da Síndrome Pediátrica, que é semelhante à síndrome de kawasaki, a SP geralmente ocorre em crianças mais velhas com problemas inflamatórios e com disfunção cardíaca.

Até o momento, foram realizados 60.520 exames laboratoriais para diagnóstico da infecção pelo COVID-19. Destes, 18.446 (30,5%) confirmaram o adoecimento e 42.074(69,5%) não detectaram a presença do vírus. Em novembro, A Secretaria de Saúde chegou a 28,72% de positividade das amostras analisadas. Já na rede privada, dos exames informados ao
Lacen-PB, foram realizados 11.315 exames com 3.601 (31,8%) detectáveis e 7.714 ( 68,2%) não detectaram a presença do vírus, até o início de dezembro.

ClickPB

Notícias relacionadas

Netflix anuncia que ‘La Casa de Papel’ terá mais temporada

foxpb

Caiu na Net: Imagens íntimas de jovem menor de idade vazam em grupos de whatsapp em Monteiro

foxpb

Dona de bar é assassinada e cliente que devia R$ 500 é principal suspeito do crime

foxpb

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.