Fox PB
Início » Na Itália, nenhum morto por coronavírus tem menos de 30 anos
Destaques Mundo

Na Itália, nenhum morto por coronavírus tem menos de 30 anos

Até 2ª feira (23.mar.2020), nenhuma das 5.542 mortes por coronavírus reportadas pela Itália foi foi de pessoas abaixo de 30 anos. Quando o recorte é de italianos com menos 40 anos, foram 14 mortes (0,03% do total).  O país tem o maior número de óbitos no mundo e foi considerado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como o novo epicentro da pandemia da covid-19. Apenas a China, origem da doença, teve mais registros.

Com mais de 60.000 casos confirmados, a Itália é 1 panorama para analisar os perigos e a letalidade da covid-19. O país tem uma grande população idosa, que puxa para cima a taxa de mortalidade da doença. O território italiano tem a maior letalidade pelo coronavírus, de 8,8%.

Esse percentual de mortalidade, no entanto, pode estar inflado, já que a Agência de Proteção Civil do país disse que a quantidade de infecções por coronavírus pode ser até 10 vezes maior do que a reportada oficialmente. Ou seja, se há mais infecções dos que as 60.000 confirmadas, a taxa de mortos por infectados é menor do que a reportada.

Separados por idade, fica evidente como a faixa de risco influencia na gravidade da infecção. Os pelo menos 60 anos são responsáveis por 95% dos casos. O grupo de idosos acima de 70 anos responde por 84,6% das mortes por covid-19 na Itália. Já a partir dos octogenários, a taxa de letalidade da doença é de 23,7%.

A média de idade das mortes, inclusive, é de exatamente 80 anos. Já a média de idade dos infectados é de 63 anos. Além disso, a doença acomete muito mais homens do que mulheres. Mais de 70% dos mortos eram do sexo masculino.

Por outro lado, não foi registrada a morte de jovens com menos de 30 anos. Crianças e adolescentes também foram pouco afetados pelo coronavírus no país da bota. Apenas 1,1% dos infectados pelo vírus tinham até 18 anos. Até os 49 anos, a taxa de mortalidade não chega nem a 1%.

Quem também está em risco são os profissionais de saúde. Na Itália, 9,2% dos infectados são médicos, enfermeiros, entre outros.

SINTOMAS E COMORBIDADES

Entre os mortos com a covid-19 no país europeu, a maioria apresentou diversos sintomas. Os mais comuns foram febre (em 76% dos pacientes), dificuldade para respirar (73%) e tosse (46%). Menos de 6% dos infectados –incluindo curados– não apresentaram sintomas.

Somente uma parte dos mortos teve seu histórico de saúde divulgado. Essa amostra apontou que 98,8% dos mortos já apresentavam doenças crônicas pré-existentes. Destes, quase metade tinha pelo menos 3 problemas de saúde que agravaram a infecção pelo coronavírus.

As comorbidades mais registradas eram hipertensão (73,8%), diabetes (33,9%) e doenças cardíacas (30,1%).

Os dados foram retirados de relatórios da Instituto Nacional de Saúde da Itália. Acesse as íntegras:

poder360

Notícias relacionadas

Adolescente de 17 anos é assassinado a tiros em Catolé do Rocha

foxpb

Temporada 2020 do Theatro Municipal de SP terá 7 óperas, peças de teatro, circo, shows e programação gratuita

foxpb

Governador assina autorização de estudo técnico para novo concurso público do magistério

foxpb

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.