Fox PB
Início » Militares venezuelanos bloqueiam ponte na fronteira com a Colômbia
Mundo Sem categoria

Militares venezuelanos bloqueiam ponte na fronteira com a Colômbia

Um tanque de transporte de combustível e um gigantesco contêiner de carga impedem o tráfego em uma ponte na fronteira entre a Venezuela e a Colômbia. Um deputado afirmou que militares venezuelanos bloquearam a ponte Tienditas na tarde de terça-feira (5).

O bloqueio acontece em um momento em que em que o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e o autodeclarado presidente interino, Juan Guaidó, travam uma disputa sobre a entrega de ajuda humanitária no país.

Franklyn Duarte, deputado no estado fronteiriço venezuelano de Táchira, disse à AFP que “efetivos das Forças Armadas bloquearam a passagem” da ponte Tenditas, que liga as cidades de Cúcuta (Colômbia) e Ureña (Venezuela), como constatou uma equipe da AFP.

De acordo com o jornal “El Universal”, a ponte Tienditas ainda não foi inaugurada. Porém, segundo a imprensa, seria uma das rotas para a entrada de remessas de alimentos e remédios do exterior.

Os Estados Unidos ofereceram uma ajuda inicial de US$ 20 milhões de dólares, e o Canadá, de outros US$ 53 milhões.

Para Maduro, os Estados Unidos utilizam Guaidó para derrubá-lo e sua ajuda humanitária, que começou a ser enviada dos EUA para a Colômbia – na tentativa de fazê-la chegar à Venezuela – é o início de uma intervenção militar americana.

“Aqui na Venezuela não vai entrar ninguém, nem um soldado invasor. Nesta terra ninguém toca”, declarou o chavista, que conta com Rússia, China, Turquia e Irã como aliados.

“Querem mandar dois caminhõezinhos com quatro panelas. A Venezuela não tem que mendigar a ninguém. Se querem ajudar, que acabem com o bloqueio e as sanções”, disse o presidente, assegurando que não permitirá que “humilhem” o país com o “show da ajuda humanitária”.

Os Estados Unidos foram o primeiro país a dar apoio à iniciativa de Guaidó de se autodeclarar presidente e conduzir um governo de transição. Maduro se mostrou favorável à organização de eleições legislativas, que desde 2016 é controlado por oposicionistas. Porém, ele resiste duramente a uma votação que indique um novo chefe de estado para o país.

Diante da recusa de Maduro ao apelo da União Europeia para convocar eleições “livres e credíveis”, o Parlamento Europeu e vários países do bloco também declararam nessa semana apoio a Guaidó.

Bloqueio

O deputado Franklyn Duarte afirmou à AFP que a passagem na ponte foi bloqueada depois que um incidente confuso ocorreu em Ureña depois que soldados chegaram em veículos blindados para vigiar a fronteira. Três pessoas ficaram feridas, segundo ele, depois que um tanque atingiu alguns motociclistas.

“Eles podem colocar uma parede e não impedirão a entrada da ajuda”, disse o deputado.

Na terça-feira (5), a Rússia declarou apoiar o diálogo direto entre Maduro e a oposição. “Continuamos a acreditar que a única maneira de sair desta crise é sentar o governo e a oposição na mesa de negociações”, afirmou o chanceler russo, Sergei Lavrov.

FOX PB COM G1

Notícias relacionadas

Hong Kong confirma segunda morte por coronavírus

foxpb

Tromba d’água se forma na costa da Flórida, nos EUA

foxpb

Itália coloca parte do país em quarentena para conter coronavírus

foxpb

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.