Fox PB
Início » Marcação dura e birra: 1° encontro de Jordan e Pippen com Kukoc agitou Dream Team x Croácia
Esportes

Marcação dura e birra: 1° encontro de Jordan e Pippen com Kukoc agitou Dream Team x Croácia

O SporTV 2 começa neste domingo, às 22h30 (de Brasília), a reprisar partidas do Dream Team americano de basquete que encantou o mundo na conquista do ouro olímpico nos Jogos de Barcelona 1992. E o primeiro duelo, entre Estados Unidos e Croácia, tem um ingrediente polêmico que foi transportado da NBA para a quadra do Pavelló Olímpic de Badalona. Aquela partida da primeira fase da disputa do basquete masculino marcou o primeiro encontro entre Michael Jordan, Scottie Pippen e Tony Kukoc, um trio que anos depois atuaria junto na conquista de três títulos da NBA pelo Chicago Bulls, entre 1996 e 1998. E o comportamento dos astros americanos não foi nada simpático em relação ao croata.

Jordan e Pippen nutriam uma grande birra em relação a Kukoc. Jogador mais valorizado do basquete europeu naquela época, Tony, então com 23 anos de idade, tinha sido recrutado no Draft de 1990 pelo Chicago Bulls, mas seguia atuando na Europa. O problema era que Kukoc era o menino dos olhos de um desafeto declarado da dupla do Dream Team, o diretor dos Bulls, Jerry Krause. O cartola enchia a bola de Kukoc, o comparava com Michael Jordan – o que irritava o astro – e ajustou um acordo para que o croata viesse a ter na NBA um salário maior do que Pippen, que vivia reclamando da sua desvalorização financeira.

Assim, Michael e Scottie entraram em quadra com sangue nos olhos diante dos croatas. A situação foi relatada por Jordan em dois documentários: no The Last Dance, documentário americano que retrata a dinastia dos Bulls na NBA nos anos 90 e no The Dream Team, que foi produzido pela NBA e lançado em 2012, e narra o ouro olímpico americano em Barcelona 92

– Me senti como um filho que vê seu pai amando uma outra criança nova mais do que seus antigos filhos apenas por capricho. Para mim, estava claro que não estava jogando contra Kukoc, mas sim contra Jerry em um uniforme croata. Acabamos dando a Toni a pior experiência esportiva de sua vida. Ele não tinha culpa, mas acabou pagando pela língua do Krause – contou Jordan no The Dream Team.

Disposto a demonstrar para Kucoc – e Jerry Krause – que ele era o cara, Michael Jordan jogou muito naquela vitória sobre a Croácia por 103 a 70. Ele foi o cestinha, com 21 pontos, e roubou nove bolas, e os Estados Unidos também contaram com nove assistências de Pippen. Marcado implacavelmente pela dupla, Tony errou nove de 11 arremessos tentados e somou apenas quatro pontos, sua pior marca nas Olimpíadas.

– Ele não me conheciam. Não entendi… Por que descontaram em mim? Eles não me conheciam mesmo. Foi o nosso primeiro encontro – relembrou Kukoc, no The Last Dance.

– Não era nada pessoal contra Toni, mas Jordan e eu tentamos fazer o possível para queimar o filme de Krause – contou Pippen.

Depois da “lição” dada pelos americanos, Kukoc cresceu na competição e acabou ajudando a Croácia a chegar na final olímpica. O duelo pelo ouro em Barcelona 1992 vai fechar a série de quatro reprises do Dream Team no SporTV 2, na próxima quarta-feira, às 23h.

Confira o horário das reprises do Dream Team no SporTV 2

24/5 (domingo) – 22h30 (de Brasília) – Estados Unidos x Croácia – 1ª fase
25/5 (segunda-feira) – 23h30 – Estados Unidos x Brasil – 1ª fase
26/5 (terça-feira) – 23h – Estados Unidos x Porto Rico – Quartas de final
27/5 (quarta-feira) – 23h – Estados Unidos x Croácia – Final

Globo Esporte

Notícias relacionadas

Ex-diretor do Palmeiras explica “não” a artilheiro do Flamengo, revela chateação com Prass e ignora Valdivia

foxpb

Brasil x Itália, o jogo do tetra em 1994, será reexibido no próximo domingo pela TV Globo

foxpb

Fluminense e Fortaleza não passam de empate no Maracanã

foxpb

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.